9/26/2006


FHC, ALCKMIN, SERRA: DIABOS UNIDOS CONTRA O POVO
Em 2002 o povo deste país escorraçou do governo do Brasil tudo e todos que representavam FHC. O povo foi às urnas e disse basta ao inferno que viveu nos anos em que FHC foi presidente. Durante 8 longos anos o povo comeu o pão que o diabo amassou. E 54 milhões de pessoas, no governo de FHC, nem esse pão puderam comer, amargaram a miséria e a fome. Dizem que o diabo incorpora várias fisionomias para se disfarçar e assim continuar a fazer suas maldades, causar o horror, o pânico, a degradação e a indignidade. O diabo é tinhoso, ele se esconde por um tempo para ver se o povo se esquece do que ele disse, do que ele fez, do que escreveu, das maldades cometidas. Mas o diabo é vaidoso e reapareceu. FHC não agüentou o ostracismo político que o povo lhe impôs nas urnas e surge agora, a poucos dias da eleição, unido com Alckmin, que tenta dar continuidade às desgraças que ele iniciou em 1994. FHC subiu no palanque de Alckmin para dizer que está de volta, na figura de Alckmin. Alckmin já demonstrou que é um bom sucessor FHC: por exemplo, permitiu que durante o seu governo em SP a facção criminosa PCC dominasse o estado, trazendo o pânico e a morte para a população. Os ataques do PCC em SP só foram possíveis devido à irresponsabilidade e incompetência de Alckmin no combate à criminalidade. O descaso com o sistema prisional foi condenado até por órgãos internacionais. O jeito de Alckmin lidar com os bandidos consiste em fazer acordos e negociatas, cedendo privilégios aos chefes de facções criminosas; assim os bandidos podem, de dentro das cadeias, continuar a comandar a violência e o crime. Alckmin, como fez FHC, engavetou todas as CPIs para investigar a corrupção em seu governo: 70 CPIs foram engavetadas na ALSP. Alckmin, como FHC em 1997, que comprou parlamentares para aprovar a sua maldita reeleição, também tentou comprar deputados da ALSP para eleger o presidente da casa. Alckmin usou dinheiro público da Nossa Caixa para pagar matérias que elogiassem o seu governo em revistas e sites de ex-ministros e aliados de FHC. Isso já está comprovado, mas o diabo conta com aliados para postergar as investigações, que já foram autorizadas pelo STF. FHC reaparece ao lado de Alckmin em público porque sempre esteve com Alckmin às escondidas, na moita, tramando a sua volta ao poder pelas mãos de Alckmin. FHC pensa que o povo que o escorraçou do governo em 2002 já esqueceu que ele foi responsável pelo maior desemprego que o país já viveu, pelo apagão de 2001, tanto que tiveram a cara de pau de colocar como vice de Alckmin o José Jorge, do PFL, ex-ministro do apagão. FHC acha que o povo se esqueceu que no fim do seu governo os juros eram os mais altos da história, o risco país era de 2.400 pontos e a economia do país estava no fundo do poço. A inflação no governo de FHC era de 12,53%, os salários estavam arrochados e a população não tinha poder de compra. Como FHC, Alckmin defende a volta do FMI, a flexibilização das leis trabalhistas, o fim do Bolsa Família e do PROUNI. Alckmin não vai investir no Nordeste, porque a elite que ele preza está no sul maravilha. Alckmin diz que vai privatizar a Petrobras, o Banco do Brasil, a Eletrobrás, a Caixa Econômica, e assim, como fez FHC, vai aumentar o desemprego e nos tornar de novo dependentes do capital estrangeiro. FHC quebrou o país três vezes porque não tinha projeto e nem metas econômicas e sociais para o país. Alckmin, como FHC, não tem programa de governo. Como FHC, vai depender de pacotes e mais pacotes de maldades contra o povo, vai pela quarta vez quebrar o país. Para Alckmin não interessa a auto-suficiência em petróleo, nem interessa investir no biodiesel e Hbios. A idéia do PSDB de FHC sempre foi privatizar a Petrobras. FHC, Alckmin e Serra contam com um grande aliado, a mídia, que forma uma cortina de fumaça para disfarçar os demos e esconder seus verdadeiros objetivos espúrios. O objetivo desses demônios é um só: tirar Lula de lá. Nem que para isso seja necessário quebrar o país. A mídia faz isso porque sempre esteve ao lado da elite, porque os donos da mídia fazem parte da elite, e eles têm a promessa de que o trio do apocalipse – Alckmin, FHC e Serra – vai providenciar o PROER da Mídia, o dinheiro público de nossos impostos vai ser desviado para pagar as dívidas da Folha, do Estadão, da Editora Abril e da Rede Globo. Para combater esses demônios, vamos reeleger o presidente Lula, um homem do povo, que governa com o povo, para o povo. Lula não faz milagres, ele não é santo, ele é um homem como a grande maioria dos homens e mulheres deste país. Mas Lula tem coragem, determinação, tem projetos verdadeiros para o crescimento do país, com geração de empregos e renda, como já demonstrou em menos de 4 anos de governo. Lula melhorou muito a vida de milhões de brasileiros que estavam abandonados, sem esperança, humilhados pelo governo de FHC. O povo, no dia 1º de outubro, vai combater esses ferozes diabos nas urnas, com o seu voto para o melhor presidente que o Brasil já teve, Luiz Inácio Lula da Silva.

Jussara Seixas

2 comentários:

Paulo disse...

É isso aí, Jussara.
Eu mesmo tava sem fé até no LULA, em quem venho votando desde os 16 anos - 1989, quando fiz o título. Nunca votei para outro candidato a presidente.
Agora, graças à mídia, minha esperança tava morta. Eles ficam achando erros do governo Lula (que, como qualquer instituição humana, não é perfeito), e expondo pro povo. Ao mesmo tempo, mostram o Arquemim (é assim que chamo esse viado) sempre bonitinho e santinho.
A gente quase esquece dos 8 anos de escravidão ao FMI, da total desesperança da massa de miseráveis...
Valeu pela lembrança! Obrigado!

jose carlos lima disse...

É a TV Globo e o IBOPE e não o PT que estão precisando de uma refundação.

Engraçado como a direita, expert em tirar o dela da reta e, ainda por cima transformar-se em vítima, não dão o braço a torcer.

Os portais UOL (ckmin), Folha Online e Globo, com seu vergonhoso manchetismo, dizem que o Geraldo disparou. É verdade. Ele cresceu 8 pontos. Desde quando crescer 8 pontos durante um mês é disparar?

Dão a entender, na manchete, que o crescimento de 8 pontos foi devido ao caso dossiê anti-Serra. Na verdade o Geraldo cresceu 8 pontos durante um mês. Desde quando isso é disparar? Só se for em direção ao abismo.

Estes jornais me provocaram muita ansiedade e enxaqueca por conta de um noticiário que beira a fraude. Vou entrar na Justiça pedindo indenização por danos à minha saúde.